GEPF no FÓRUM MUNDIAL DE EDUCAÇÃO

Imagem

Representantes do Senegal, França, Uruguai, Colômbia, Espanha, do Governo Federal (Ministra Maria do Rosário), Governo Estadual, Poder Legislativo, autoridades de Canoas, ULBRA e CUT.

Imagem

Debate: Pedagogia, territórios e resistências. Com Jaume M. Bonafé – Universidade de Valencia- Espanha, Guadalupe Jover Coord. da Plataforma Cidadãos pela Escola Pública – Espanha, Moacir Gadotti Instituto Paulo Freire Brasil.

Imagem

Integrantes do GEPF na abertura do Fórum Mundial de Educação.

Na última terça – feira, dia 21, o GEPF – Grupo de Estudos Paulo Freire, esteve presente na abertura oficial do FÓRUM MUNDIAL DE EDUCAÇÃO no Campus da Ulbra em Canoas. O Fórum se estenderá até o dia 23, quinta – feira, onde terá como fechamento uma marcha em Porto Alegre. O tema do fórum é PEDAGOGIA, REGIÃO METROPOLITANAS E PERIFERIAS e busca o aprofundamento da reflexão, o debate democrático e a formulação de propostas para a construção de outra educação para outro mundo possível.

Participam do evento mais de 5 mil pessoas de diversos países e estados.

A abertura oficial contou com a participação de diversas autoridades mundiais. Ainda a Ministra de Direitos Humanos, representando o Governo Federal, Maria do Rosário, lembrou em seu discurso os 50 anos do Programa Nacional de Alfabetização do Ministério da Educação e Cultura mediante o uso do sistema Paulo Freire, também foi apresentado um vídeo com o depoimento dos alunos e professores que na época participaram do programa.

No debate inicial da abertura estiveram presente os debatedores Jaume Martinez Bonafé, da Universidad de Valencia (Espanha); Guadalupe Jover, coordenador da Plataforma Cidadãos pela Escola Pública (Espanha); e Moacir Gadotti, do Instituto Paulo Freire.

Anúncios